30/12/09

Xmas Gift


Alguma vez viveram a experiência de receberem um presente completamente inesperado, mas com o qual se identificam plenamente?
.
Pois foi o que me aconteceu este Natal! A Sandra e o Luis fizeram-me esta bela surpresa: um Menino Triste (versão primeiro livro) feito em feltro, lã e algodão.
.
Só por isto, este Natal já valeu a pena!
.
Espero que também tenham tido surpresas deste género, para nos tornar a todos (muito) mais felizes!
.
Muito obrigado à Sandra, ao Luis (e também à Márcia)!
.

12/12/09

Punk Redux


OK! Sei que devo uma explicação. Então o PUNK REDUX não era para ser editado em 2009? Sim! Só que eu queria fazer uma "pequena" história com 20 páginas. A Editora Qual Albatroz, viu outra potencialidade na história, e sugeriu fazer-se uma história de... 40 e tal páginas!
.
Assim sendo, não há milagres, e o refazer do argumento para a nova extensão e o desenho das novas páginas, vão fazer que a edição do novo capítulo do Infante Melancólico passe então para... 2010.
Acho que não irão perder pela demora... digo eu ;)

OK! I think I should say something about the delay about PUNK REDUX publication. The initially planned 20 pages story for 2009, was changed into a fourtish pages one by the Publishers (Qual Albatroz). All the work to remake the story is the reason why it is not going to be published in 2009 but in 2010.
I think the final result will be... better !?!:)
.

09/12/09

Hugo Triste, perdão, Teixeira!


Hugo Teixeira, o primeiro autor luso a ser publicado em formato Mangá (2007, editora Pedranocharco) cá no rectângulo. É conhecido não apenas pelo seu "Bang Bang", o tal western-futurista-pós-pós-apocalíptico, mas também pelas belas aguarelas com que presenteia os seus leitores.
.
No BDAmadora2009, tive a agradável surpresa de ter o autógrafo ilustrado que agora vos mostro, misto Bang Bang-Infante Melancólico, no meu exemplar do Bang Bang Ultimate 1.
.
Para verem mais coisas do Hugo, cliquem aqui.
.

01/12/09

POP ART!

Enquanto preparo uns posts maravilha (!!!), aqui fica um trabalho antigo!
.
Whilst I prepare some wonderful posts (!!!), here you have an old work!
.

19/11/09

Jakub and Punk Redux

Yakub Jankowski (na foto entre Marc e O Menino Triste), um dos tradutores polacos das histórias d’O Menino Triste esteve recentemente em Portugal. Visitou o nosso estúdio, e tirou algumas fotos. Algumas delas, com páginas (a lápis) da próxima história – Punk Redux – são aqui mostradas.
.
Yakub Jankowski (pictured here between Marc and The Sad Boy), one of The Sad Boy’s translators in Poland visited recently Portugal. He visited our studio, and some of the pictures he took are here, where it can be seen some “penciled” of the next story – Punk Redux.
.

11/11/09

O Menino Triste d'áprès... Batem - 13


Se vos falar de Batem, aliás Luc Collin, poucos saberão quem é. Contudo se disser que é um dos desenhadores do Marsupilami, a coisa já é diferente.
.
Pois Batem esteve presente no último fim de semana do FIBDA2009, e consegui, entre dois autógrafos, ir “apanhá-lo” para mais um trabalho da minha série “D’áprès...”
.
A tradução deste “Houba!”, que só Batem percebeu, já que lida diariamente com o Marsupilami é: “Vamos “morfar” um destes dias?”
.

30/10/09

Tintin


Congresso de Arte Urbana” é o título da história que realizei para o Fanzine “Efeméride” e que foi agora publicado pelo ÉleGê. O tema deste Fanzine é “Tintim no Século XXI”, e vários autores foram convidados a realizar uma página a cores abordando-o. Exactamente, “Tintim”, como até agora tem sido grafado em Português.
.
A minha página tenta fazer referência à última parte desenhada por Hergé na aventura “Tintin e a Alph-Arte”, aquela em que um gangster aponta uma arma às costas do herói e lhe diz “Para a frente! Chegou a hora de o transformar num César...” O que a seguir aconteceria a Tintin nunca o ficámos a saber, já que foi aqui que Hergé (infelizmente) parou de desenhar.
.
Quem contracena com Tintin (filho) não poderia deixar de ser... O Menino Triste, que lhe coloca exactamente aquela dúvida. Esta é também a primeira história em que O Menino Triste aparece “a cores”.

25/10/09

O Menino Triste d'áprès... Cameron Stewart - 12


Começou mais um Festival Internacional de Banda Desenhada da Amadora. O 20º! E logo no primeiro dia consegui mais uma pérola para a série “D’áprès...” Desta vez foi o canadiano Cameron Stewart quem me fez a vontade e colocou uma fala na Catwoman. Não sei é se O Menino Triste terá gostado muito da "conversa" dela.
.
Cameron está num périplo por seis países europeus para participar em vários eventos relaccionados com Banda Desenhada, juntamente com Karl Kerschl e Ramón Pérez. Podem consultar o seu blog aqui.

One more Amadora’s International Comic Festival has started. The 20th. And on the very first day I got a great participation on my series “D’áprès…” The Canadian Cameron Stewart is a great guy and put some words on Catwoman’s ballon. I don’t know if The Sad Boy "appreciated her talk” very much ;).
.
Cameron is on an European Tour (six countries) together with Karl Kerschl and Ramón Pérez to participate on several comic events. His blog is over here.
.
(Clicking on the “D’áprès…” tag, one can see the other works of this series).
.

14/10/09

LAMPA(DA) Polaca!

Se alguém questionar o que é que José Carlos Fernandes, Luis Henriques, João Mascarenhas, Pedro Burgos e João Paulo Cotrim podem ter em comum, parece-me que a resposta é fácil e óbvia: a paixão pela Banda Desenhada.
.
Agora se a este grupo juntarmos João Aguiar, Agustina Bessa-Luis, Mário de Carvalho, Rodrigues Guedes de Carvalho, Mário Cláudio, Almeida Faria, Lídia Jorge, Valter Hugo Mãe, João de Melo, José Luis Peixoto, Jacinto Lucas Pires, José Saramago, David Soares e Gonçalo M. Tavares (uffff!), a resposta pode ficar mais complexa. Mas afinal é fácil: todos estes autores Portugueses integram o número 7-8/2009 da revista cultural Polaca “LAMPA”. Este número é integralmente dedicado a Portugal e nele são publicados extractos de alguns dos trabalhos destes autores.

.
No que concerne aO Menino Triste, são reproduzidas algumas páginas do álbum “A Essência”. As traduções são uma vez mais da responsabilidade da equipa da Universidade de Varsóvia, liderada por Jakub Jankowski, a quem agradecemos imensamente esta amabilidade. A todos eles, à Editora Qual Albatroz e aos editores da “LAMPA” (que significa “lâmpada”) e ao Instituto Camões (Portugal/Varsóvia), enviamos os nossos lusitanos agradecimentos.

.

14/09/09

Punk Redux - Long Hair


Já todos aqui leram que a narrativa do livro PUNK REDUX é passada em 1976. Alguns devem lembrar-se dos estilos capilares da altura. Longos e desarranjados. Pois o “lápis” da vinheta que agora é mostrada, levanta um pouco o véu sobre um dos ícones da altura, os cabelos longos.
.
A propósito, os estilos capilares serão abordados ao longo do livro, como um sinal do tempo. Chamo a particular atenção para o do apresentador do programa “Top of the Pops” da BBC, e que na altura mais parecia um homem de Neandertal.
.
Colocarei aqui mais tarde a evolução do trabalho sobre esta (e outras) vinheta(s): tinta, arte final...

07/08/09

O Menino Triste na Tertúlia BD de Lisboa

Pelo menos as pessoas minimamente interessadas em Banda Desenhada e que alguma vez passaram por Lisboa, já ouviram falar da Tertúlia BD de Lisboa (TBDL), organizada há já duas dúzias de anos (em 2010 temos as bodas de prata ;)) pelo Geraldes Lino (GL).
.
Também se sabe que, pelo menos de há uns anos a esta parte, em cada edição da TBDL, o GL edita o fanzine “Tertúlia Bdzine”, normalmente com quatro páginas, com histórias de diversos autores. Na edição deste mês, o “TertúliaBDzine” n.º 142, deu à estampa uma história do Álvaro. “Até aqui tudo normal”, dirão vocês. O título da história é “As Badalhocas Aventuras da Gertúlia”. “Eh, lá!”, dirão vocês, “Mas quem é que é essa Gertúlia?” Pois o Álvaro indica-a como uma pretensa filha do GL. “Chiça, isto está a ficar mesmo interessante!” , continuará o leitor.

.
Pois o Álvaro, ao seu bom estilo, fez mais uma das suas mordazes e corrosivas histórias, desta vez explorando e caricaturando algumas características de alguns dos habituais elementos que participam na TBDL. O resultado é hilariante e... o mais surpreendente é que uma das personagens da história é exactamente O Menino Triste. O Álvaro consegue aliar a personagem a algumas características do seu autor e o resultado está à vista.

.
Fica aqui uma das páginas da história (clicar sobre a imagem para ampliar), e se quiserem ler a história completa contactem por favor o organizador da TBDL. Olhem que vale a pena!

.

01/08/09

O Menino Triste volta a falar Polaco

Smutny Chłopiec é o nome Polaco para O Menino Triste, já aqui foi dito.
.
Na edição n.º 5 do Fanzine Polaco Ziniol. (128 páginas) acaba de sair o segundo livro, de título “Os Livros” ("Smutny Chłopiec 2: Książki") do Infante Melancólico, depois do primeiro ter sido editado no número anterior. Assim, e graças ao trabalho de Jakub Jankowski (e da sua equipa na Universidade de Varsóvia), dos editores do ZINIOL, e da Editora Qual Albatroz, O Menino Triste volta a falar Polaco. Esta história agora editada na Polónia, recebeu em 2006 o Prémio Nacional de Banda Desenhada atribuído pelo Festival Internacional de Banda Desenhada da Amadora, na categoria de “Fanzine”.

.
Além d’O Menino Triste são igualmente publicados no Ziniol n.º5 trabalhos de mais três autores nacionais, a saber: o José Carlos Fernandes (Teresa), o Filipe Abranches (Claudia) e a Sónia Oliveira (Wirus).
.

De referir ainda que está a sair também na Polónia, um número da Revista Cultural “Lampa” (Julho/Agosto) dedicado a Portugal, onde além de um artigo sobre o autor d’O Menino Triste, são publicadas oito das páginas do álbum “A Essência”. Outro autor de Banda Desenhada em foco neste número da “Lampa” é o incontornável José Carlos Fernandes. Desta edição dar-vos-emos conhecimento mais tarde.
.

21/07/09

O Menino Triste d'après... Tara McPherson - 11


E eis chegada a entrada # 11 da série “D’après...
.
Tara McPherson, a artista Norte Americana que nos visitou pela segunda vez em menos de nove meses. A primeira vez foi no FIBDA2008 e agora na loja do Mário Freitas – Kingpin of Comics, onde esteve a promover o seu livro “Lost Constellations”/Volume II, finalizando aqui em Lisboa uma digressão de seis semanas pela Europa.
.
Estrelas, planetas, bolhas, corações e raparigas são parte da temática mais recentemente criada pela Tara, e foi essa mesma que utilizei para fazer a ilustração que ela me completou com o balão que podem agora ler. Este trabalho realizei-o em desenho vectorial, o que me deu imenso gosto.
.
Não me vou alongar em detalhes sobre o seu trabalho, pois o melhor é mesmo visitarem a sua página aqui. Para os adeptos do Twitter, digo-vos que a Tara também tem um canal, aproveitem-no.

We are floating in space, after all!
.

11/07/09

HB 2 SB


HappyBirthday2TheSadBoyFelizCump leañosparaElNiñoTristeJoyeuxAnnivers airepourL'enfantTristeAllesGutezum GeburtstagBuonCompleannoBambinoT riste!WszystkiegoNajlepszego LaMulti Ani!GratulererMedDagen!ParabénsMeni noTriste!

03/07/09

WIKIPEDIA


A Wikipedia é um portal onde reside imensa informação e algum Conhecimento em mais de quarenta línguas. Através da simpatia de um leitor, O Menino Triste conta com o seu lugar na versão em Português deste portal. Na categoria destinada às personagens de Banda Desenhada, podem ler-se algumas informações acerca da personagem e não só.
.
Caso tenham alguma curiosidade, podem pesquisar por "O Menino Triste" na ferramenta de busca da Wikipedia (em Português), ou então clicar aqui.

29/06/09

ABSOLUT... Sad Boy


Depois de tantas e tantas versões que já tivémos a oportunidade de ver e apreciar ao longo dos anos, chegou agora a hora de também O Menino Triste ter a sua. Estou a falar como se pode ver, das versões da decoração da garrafa do alcoólico líquido nórdico.
Talvez ainda faça mais algumas... e se calhar... com gelo... ou laranja... ou... como é que é mesmo a vossa preferida?

20/06/09

PUNK REDUX - A Apresentação


Eu tenho um punk dentro de mim, debaixo da minha pele, e esse punk tem muito dentro de si. Não vou enumerar, não vou cair nessa vertigem. Vou apenas assinalá-la. Essa arqueologia pode exigir a vida inteira.”

Estas palavras são do escritor José Luis Peixoto (que foi quem fez o texto introdutório do álbum d’O Menino Triste, “A Essência”), publicadas no Jornal de Letras há uns meses atrás. E estão em sintonia com o meu sentimento: realmente sinto-o de igual forma, o punk, debaixo da minha pele. Tudo isso teve início com a minha primeira visita a Londres, em 1976, exactamente na altura em que o movimento punk começava a ganhar uma expressão mais relevante.

Sendo O Menino Triste o meu alter ego, realizei então a arqueologia de que o José Luis fala (felizmente não me exigiu a vida inteira) e a personagem irá (re)viver a minha experiência em terras de Sua Majestade Britânica, onde gritávamos pela anarquia e espetávamos o cabelo ao estilo moicano ao som desenfreado das guitarras.

Tudo isto estará ilustrado no próximo livro d’O Menino Triste que terá o título de PUNK REDUX. O vídeo de apresentação está aqui.



01/06/09

O Menino Smart (2)


Há já alguns meses, coloquei aqui neste post, uma imagem com uma proposta de decoração de um SMART que tinha enviado para o concessionário nacional da marca.
.
Há umas duas semanas atrás, o Luís Louro - exactamente, esse mesmo! - que nos tem presenteado com algumas das melhores Bandas Desenhadas cá do burgo, esteve em minha casa. Até aí tudo normal, mas, trazia uma surpresa para mim. Todos já conhecemos o excelente trabalho que o Luís tem realizado nos últimos anos ao nível da fotografia, capturando instantâneos espectaculares da Mãe Natureza.
.
Só que desta vez a imagem não tinha sido tirada em nenhuma floresta tropical, nem sequer utilizando a sua potente câmara. O Luís ia a passar na zona de Alfragide, quando algo lhe chamou a atenção: nada mais do que um SMART, em cuja porta estava representado O Menino Triste. Travão no carro, e como não tinha ali a sua habitual câmara, foi mesmo com o telemóvel que tirou a imagem que aqui vos mostro. Espectacular, não é?
.
Já agora, se por acaso conhecerem este carro e/ou o(a) dono(a), digam-lhe, por favor, para entrar em contacto comigo, para lhe dar os parabéns pelo seu ENORME bom gosto ;)
E um grande obrigado ao Luís Louro também, como é óbvio!

29/05/09

O Menino Triste no Festival de BD de Beja 2009


No primeiro fim de semana do V Festival Internacional de BD de Beja, O Menino Triste irá estar presente, para falar das suas actividades e planos futuros.
.
Algumas surpresas serão reveladas na Casa da Cultura. Se estiveres por perto dá um pulinho a Beja!

21/05/09

O Menino Triste a Cores


O Universo d'O Menino Triste (em termos de Banda Desenhada) é a preto-e-branco. Contudo, já tenho realizado algumas ilustrações a cores (vejam p.f. a série "D'Après..." aqui no Blog).
.
Agora uma história de Banda Desenhada a cores é que nunca tinha realizado. Aceitei o desafio de um grande amigo, que me pediu uma página a cores para ser publicada num fanzine. Dessa história aqui fica a primeira vinheta.

06/05/09

Na Feira do Livro



O Menino Triste, o seu autor (J.Mascarenhas) e o editor, da Qual Albatroz (Marc), irão estar presentes no domingo dia 10 de Maio a partir das 16h00 na Feira do Livro de Lisboa.

.

O local de encontro é no stand da Fio da Palavra - EII-10 - e teremos todo o prazer de falar com todos os que quiserem partilhar alguns momentos de tranquilidade. Inclusivamente, até parece que a tarde irá estar fresca.

Mais informações aqui.

01/05/09

Workshop ETICnology



A ETIC_ Escola Técnica de Imagem e Comunicação juntamente com a Editora Qual Albatroz, organizam, no âmbito da semana ETICnology , um Workshop de Banda Desenhada. O Workshop tem o título de “O Desenho do Detalhe na Banda Desenhada” e será conduzido por J.Mascarenhas nos dias 11 e 12 de Maio. Todos os detalhes sobre o Worshop, programa, dicas... estão aqui .
.
Teremos o prazer de partilhar bons momentos e usufruir do fascínio que o detalhe no desenho da Banda Desenhada nos pode transmitir, culminando com a execução de uma prancha.

.
A ETIC_ fica junto ao Cais do Sodré, em Lisboa, e o Workshop terá três horários possíveis para que quem quiser participar tenha opções de escolha: dia 11 das 14h00 às 18h00 e dia 12 no mesmo horário e ainda das 19h00 às 23h00.

.
Cada inscrição (até 5 de Maio) custa apenas 10 Euros e inclui a oferta do Álbum de Banda Desenhada “A Essência”, d’O Menino Triste. O link para a inscrição é este
.
.
Apareçam e divulguem, p.f.

23/04/09

O Meu Selo Menino Triste

O Menino Triste já tinha tido a oportunidade de aparecer num selo impresso pelos correios franceses, La Poste, em 2004, quando solicitei esse serviço comemorando os três anos de vida da personagem. Foi feito um post com essa referência, aqui no blog.
.
No final do ano de 2008, e desta vez celebrando a primeira história em formato de álbum editada pela Qual Albatroz, e como os Correios portugueses entretanto já dispõem de um serviço semelhante aos seus congéneres franceses – Meu Selo - foi emitido um lote de selos onde é visível o desenho das guardas do álbum. Aqui fica então esse selo.

16/04/09

Multiplanos...


No espaço que medeia a criação de duas histórias d’O Menino Triste, lembrei-me de realizar algo diferente daquilo que já tinha feito com a personagem. Mantendo o desenho em papel, comecei a realizar uma série de quadros multiplanos, nos quais os vários elementos são destacados e colocados em planos sobrepostos, originado uma certa “tridimensionalidade”.
.
A primeira série terá a temática “Cidades”, e o primeiro quadro (composto por quatro planos diferentes) tocou uma paisagem urbana de Osaka, no Japão, e é já propriedade de um grande amigo. Seguir-se-ão outras, entre as quais destaco a que irá focar o tema “Automóveis Clássicos”. Os vários trabalhos irão ficar disponíveis na Loja da Editora Qual Albatroz, ou seja: a Qual Loja.

05/04/09

Super "Sad" Pig


Continuo aqui a publicação de autógrafos que alguns autores me deram o prazer de usufruir em livros de sua autoria. A razão de aqui os colocar é que tiveram a delicadeza de referenciar O Menino Triste nos ditos autógrafos.
.
Agora é a vez do de GEvan (Gabriel Evangelista). O autógrafo foi realizado aquando da publicação do Super Pig #3, no FIBDA2007. Dono de uma técnica ímpar no mundo da Banda Desenhada Lusa, Gevan utiliza o desenho vectorial para nos dar as imagens fantásticas que vai criando. Conheci-o aquando da realização de um concurso de Banda Desenhada no Pinhal Novo, e onde ele foi um dos premiados, tendo a história com que concorreu sido editada na revista Sketch Book BD Magazine - nº 3 - Maio 2006. Desde então tem feito parcerias com Mário Freitas nas Aventuras do super suíno.
.
Podem ver mais dos seus extraordinários trabalhos aqui.

17/03/09

O Menino Triste fala polaco


O novo número do fanzine polaco Ziniol#4 conta com uma secção dedicada somente à BD portuguesa (que vai continuar nos próximos números). São quase quarenta páginas (das cento e trinta no total) que apresentam três bêdês portuguesas e dois textos analítico-apresentativos.
.
Continuam a ser publicados JCF (curtas da antologia Avaria; Zé Carlos escreveu também o seu resumo do ano 2008, exclusivamente para Ziniol) e Filipe Abranches (curtas da Solo) enquanto a novidade já apresentado aqui e acolá, o indivíduo Triste conhecido como O Menino. A primeira entrada deste cavalheiro na Polónia. Eis a primeira aventura dele publicada em Portugal, traduzida para polaco durante o seminário de tradução ministrado no semestre de Inverno no Instituto dos Estudos Ibéricos e Iberoamericanos da Universidade de Varsóvia (tendo como a tradutora principal Ania Lewczuk apoiada pela, digamos, equipa). Como introdução ao mundo d’O MT serve uma curta apresentação entitulada Evolução escrita por ‘Um Polaco’.
.
Este número tem duas capas, nenhuma com O MT mas mesmo assim tem muitas mais cenas fixes dentro (bêdês polacas, críticas, entevistas- p.ex. com Jason Lutes). E já que O Menino Triste, em polaco Smutny Chłopiec, fala a língua de Mickiewicz (o nosso Camões, mas de dois olhos), vou espreitar pelas ruas os porcos que andam de bicicleta. Logo que os veja, aviso e envio fotos.

Texto de Jakub Jankowski

http://www.ziniol.pl/ (site do fanzine)

http://www.iberystyka-uw.home.pl/ (site do nosso Instituto)

01/03/09

A Essência nos Troféus CentralComics


O álbum A Essência foi nomeado na categoria “Melhor Publicação Nacional” para a atribuição dos VII Troféus CentralComics.com (TCC) deste ano.
.
Num total de 12 categorias, os TCC são atribuídos anualmente por aquele portal temático de Banda Desenhada, segundo a votação dos leitores de todo o mundo. Para participar não há necessidade de inscrição prévia no portal. Apenas obedecer às três premissas que permitem considerar o voto como válido, e indicadas mais abaixo. Assim, qualquer um poderá votar. A votação decorre até 31 de Março.
.
O boletim de voto está
aqui.
.
Quaisquer que sejam as vossas preferências ao nível dos nomeados nas várias categorias, não deixem de votar. É que ainda por cima se arriscam a ganhar uma mini-bedeteca no valor de centenas de Euros em livros e merchandise temático.
.
O que são os Troféus Central Comics?

Troféus Central Comics é um evento privado, organizado pelo Portal Central Comics desde 2002, que visa premiar obras, autores e editores do mercado português de banda desenhada e cartoon, por produções no ano transacto. Os TCC abrangem todas as edições e projectos realizados, aqui inseridos em doze categorias, e distinguem-se doutros prémios no país por serem atribuídos de acordo com as preferências do grande público, determinadas via votação livre online.

Regras básicas para participar na votação?

QUALQUER leitor ou interessado em BD pode intervir na votação e contribuir para a decisão dos vencedores. Para tal, deve preencher o boletim online e votar (escolha múltipla). NÃO necessita estar registado no CentralComics.com, basta seguir estas 3 regras:

1) Indicar obrigatoriamente o nome, morada completa (não esquecer o código postal e localidade) e e-mail no formulário

2) Votar em pelo menos 75% do boletim (i.e. 9 categorias, das 12)

3) Votar apenas uma vez na petição


1) Os dados pessoais identificam o boletim de voto, mais tarde sujeito a sorteio para a atribuição da mini-bedeteca, realizado in loco na cerimónia de entrega dos prémios. Esta reúne centenas de euros em álbuns e merchandise, oferecidos pela livraria Central Comics e pelos parceiros do evento, entre editoras e outras entidades.
Nenhum dado pessoal será usado pela Central Comics ou por terceiros, para qualquer propósito que não a atribuição da mini-bedeteca, a qual será remetida para a morada indicada, sem qualquer custo de transporte imputado ao vencedor.

2) Caso preencha menos de 75% do boletim ou não indique os dados pessoais, o boletim de voto será invalidado.

3) Certifiquem-se dos votos antes de enviá-los. Como medida para prevenir tentativas de fraude, doravante os leitores não podem alterar as escolhas após terem-nas emitido uma primeira vez; após submetido o boletim de voto, o votante e respectivas escolhas ficam bloqueados no sistema.
Em caso de engano ou situação omissa, contactar os organizadores em geral@centralcomics.com.

.
Se quiserem visitar a CentralComics, cliquem aqui.

20/02/09

Carnevale

Carnevale

La parola carnevale deriva dal latino "carnem levare" ("eliminare la carne"), poiché anticamente indicava il banchetto che si teneva subito prima del periodo di astinenza e digiuno della Quaresima.
.
I festeggiamenti si svolgono spesso in pubbliche parate in cui dominano elementi giocosi e fantasiosi; in particolare l'elemento più distintivo del carnevale è la tradizione del mascheramento.

A imagem aqui representada é uma vinheta de uma das páginas do livro "A Essência". Parte da narrativa do livro desenrola-se em Veneza, exactamente na altura do Carnaval, pelo que tomamos a liberdade de iniciar este post em Italiano.
Arrivederci!

12/02/09

Charles Darwin - A Origem das Espécies


Agora, quando se comemoram os 200 anos sobre o nascimento de Charles Darwin, o legado do naturalista inglês continua actual e vivo, nos caminhos trilhados pela biologia molecular e genética, mas também na biotecnologia e na própria biologia da evolução.
.
O seu livro, “A Origem das Espécies”, não passou despercebido aO Menino Triste. De facto, no segundo livro da série, de título “Os Livros”, numa das vinhetas da página 3 aparece exactamente a reprodução de duas das páginas da obra de Darwin. Associando-se a esta comemoração, aqui fica então a página que contém essa vinheta.

10/02/09

O Menino Triste na Web

A “Rua de Baixo TM“ pode designar-se por uma revista on-line mensal, criada por um conjunto de pessoas com capacidades e habilitações diversas, que buscam uma alternativa aos media tradicionais. Tocando várias formas da Arte e Cultura, é já uma referência ao nível da cultura urbana actual.

Na sua edição de Fevereiro, publicam uma entrevista com o autor d’O Menino Triste e a propósito do livro “A Essência”. A Entrevista foi realizada por Gabriel Martins e a Fotografia é da autoria de Jorge Buco. Gabriel Martins complementa a entrevista com uma crítica ao livro, no seu blogAlternative Prison”. Cliquem por lá.

04/02/09

O Menino Triste d'aprés... Jean-Claude Denis - 10


Jean-Claude Denis (França) – o vencedor do Prémio Nacional de BD para o Melhor Álbum Estrangeiro no Festival Internacional de Banda Desenhada da Amadora 2007, pelo excelente “Alguns meses em Amélie” (ASA), esteve presente no FIBDA2008.
.
De novo, o autor d’O Menino Triste aproveitou para realizar mais um “cross-over”. Desta vez com um dos personagens de Jean-Claude que mais êxito tem por terras gaulesas – Luc Leroi – embora ainda desconhecido das edições nacionais.
.
Como tem sido apanágio destes “cross-overs”, os mesmos têm tido uma boa recepção por parte dos autores referenciados, e o Jean-Claude Denis não foi excepção, fazendo uma legenda com grande sentido de humor! Enquanto aguardamos pelas edições nacionais dos álbuns de Luc, aqui fica então o trabalho conjunto.

25/01/09

Punk Redux


Alguma vez vos aconteceu acordarem com uma ideia, música ou imagem na cabeça, e ela persistir durante todo o dia?
.
Pois foi o que me aconteceu hoje. Esta imagem estava-me constantemente a vir à ideia desde que acordei, e não descansei enquanto não fui para o estirador e a desenhei...

24/01/09

As Origens


Durante umas arrumações de uns arquivos com trabalhos antigos, encontrei a imagem que agora vos mostro, impressa em papel. A imagem foi feita nos anos 1990’s, talvez em 94 ou 95. Foi feita com um programa residente do Windows 3.11, acho que se chamava Painter ou coisa assim, num computador 486, e utilizando o rato do mesmo. Já não possuo o ficheiro digital original, pelo que fiz uma digitalização da impressão (nela se pode ver o tipo de qualidade da impressão da altura).
.
A imagem é de uma curta Banda Desenhada experimental (andava exactamente a fazer experiências para ver as potencialidades do tal programa) e nela se pode ver na personagem masculina, já uns traços d’O Menino Triste, que viria a nascer em 2001.

18/01/09

O Menino Triste no Jornal de Letras



O Mês de Janeiro parece continuar a tendência anterior de saída de vários artigos sobre O Menino Triste, e mais particularmente, A Essência, ao nível da imprensa.
.
Assim, aqui vos deixamos mais um artigo, este agora publicado no Jornal de Letras, da autoria de João Ramalho Santos, onde, a propósito das edições nacionais aparecidas no FIBDA2008, se refere A Essência.
.

Inspirações
.
João Ramalho Santos – Jornal de Letras nº 999 - 14 de Janeiro de 2009
.
Por alturas do Festival de Banda Desenhada da Amadora surgem sempre algumas surpresas editoriais mais ou menos inesperadas do ponto de vista de autores portugueses. [...]
.
Mais interessantes revelam-se duas obras que até poderiam servir de mote para uma discussão em torno de como encarar a BD e, até, a criação artística, um tema comum a ambas. Isto no sentido em que são claramente obras à procura de leitores. Não não é um contra-senso. Há obras e eventos (e figurinhas) que buscam críticos, divulgadores e amigos (entusiastamente acríticos, de preferência), almas gémeas ou ofendidas. Categoria (em termos relativos) por demais abundantes na BD nacional, onde (como noutras coisas) as minorias não têm de ser mais solidárias ou menos variadas por o serem. O leitor atento e interessado é por isso uma categoria rara na sua transversalidade, e sem ele pouco sentido fazem as outras.

.
Como já se disse noutras ocasiões, se fosse possível conceder um galardão a uma obra e autor que merecem reconhecimento mais alargado, O Menino Triste de João Mascarenhas apareceria no cimo da lista. A Essência (editado pela recém-chegada Qual Albatroz) surge como um prolongamento de trabalhos anteriores, uma reflexão simples e descomplexada (mas não superficial) sobre a origem da inspiração e a génese da arte; de como um autor vive e sublima múltiplas influências com diferentes origens e significados (a sua identificação é, como em Alan Moore ou Trondheim, um jogo que se propõe aos leitores). Subjacente está a angústia permanente em avaliar o resultado final (ou, pior ainda, a falta dele). O estilo caricatural muito contido de Mascarenhas, bem como a sua honestidade e capacidade para a gestão de silêncios, são fundamentais para que a meditação resulte sem parecer circular ou piegas. Fica apesar de tudo a sensação de que a essência do Menino Triste são reflexões curtas, momentos oníricos breves, pequenos poemas, e que o registo mais longo de A Essência (incluindo diálogos expositivos, e um final justo, mas previsível) não o favorece. No entanto, até pelo formato e qualidade da edição, é provável que seja este trabalho a fazer chegar o talento de João Mascarenhas a um maior número de leitores, desclassificando-o para o tal galardão de autor à espera de reconhecimento. Finalmente.
[...]

08/01/09

Ainda o FIBDA 2008



Ainda no rescaldo do Festival Internacional de Banda Desenhada da Amadora 2008, o canal de televisão on-line, TVAmadora, acaba de editar uma reportagem que realizou sobre a Exposição do livro A Essência.

.

A ver aqui.

01/01/09

O Menino Triste na Revista Tabú (Jornal Sol)



Agora que já assistimos ao concerto de Ano Novo pela Orquestra Sinfónica de Viena e ouvimos pela enésima vez a Radetsky March, já nos sentimos restaurados para iniciar um novo ano, que desde já desejamos que seja pleno de Banda Desenhada!
.
No passado dia 20 de Dezembro, a Revista Tabú, do jornal semanário SOL, através do seu jornalista Ricardo Nabais e do fotógrafo "APS", publicava um artigo sobre A Essência e algo mais, referente ao mundo d'O Menino Triste e do seu autor. Para quem não teve a oportunidade de ler o artigo na altura, aqui vos deixamos as duas páginas a ele referentes.
.
Um Excelente 2009!
.
Clicar, p.f. sobre as imagens para ampliar.
.