07/08/09

O Menino Triste na Tertúlia BD de Lisboa

Pelo menos as pessoas minimamente interessadas em Banda Desenhada e que alguma vez passaram por Lisboa, já ouviram falar da Tertúlia BD de Lisboa (TBDL), organizada há já duas dúzias de anos (em 2010 temos as bodas de prata ;)) pelo Geraldes Lino (GL).
.
Também se sabe que, pelo menos de há uns anos a esta parte, em cada edição da TBDL, o GL edita o fanzine “Tertúlia Bdzine”, normalmente com quatro páginas, com histórias de diversos autores. Na edição deste mês, o “TertúliaBDzine” n.º 142, deu à estampa uma história do Álvaro. “Até aqui tudo normal”, dirão vocês. O título da história é “As Badalhocas Aventuras da Gertúlia”. “Eh, lá!”, dirão vocês, “Mas quem é que é essa Gertúlia?” Pois o Álvaro indica-a como uma pretensa filha do GL. “Chiça, isto está a ficar mesmo interessante!” , continuará o leitor.

.
Pois o Álvaro, ao seu bom estilo, fez mais uma das suas mordazes e corrosivas histórias, desta vez explorando e caricaturando algumas características de alguns dos habituais elementos que participam na TBDL. O resultado é hilariante e... o mais surpreendente é que uma das personagens da história é exactamente O Menino Triste. O Álvaro consegue aliar a personagem a algumas características do seu autor e o resultado está à vista.

.
Fica aqui uma das páginas da história (clicar sobre a imagem para ampliar), e se quiserem ler a história completa contactem por favor o organizador da TBDL. Olhem que vale a pena!

.

6 comentários:

Qual Albatroz disse...

Álvaro, isto está soberbo!

csa disse...

Está engraçada a história.
E o MT está realmente "perto" do seu criador.
Eu e o meu TB vamos ao VOA com amigos amanhã. :)
Mas eu espero que ninguém me convide para cantar, que seu sou muito inibida e não gosto de rugir!!! :(
Também gostava de ir um dia a essa tertúlia da BD.
Um abraço (enorme!) para o MT e seu criador.

Hugo Teixeira disse...

De facto uma verdadeira pérola que já tinha visto no mês passado. E chorei a rir.

Ó Mascarenhas porque é que não mostras a última página?
Aí sim é mostrada a verdadeira essência do MT (no seu intimo)AHAHAH!

fantástico mesmo, parece que está prometida uma outra.

Bira disse...

Até eu que nunca fui a Portugal já ouvi falar da Tertúlia!
Parabéns pelo blog, realmente fantástico!
Eu também vou publicar na polaca Ziniol!
E o pessoal me disse que teria gente pra traduzir minha BD do português pro polonês, sem ter que passar pelo inglês.
Achei fantástico.
Saudações brasileiras!

J.Mascarenhas disse...

Olá a todos.
De facto este trabalho do ÁLVARO está ao nível do que ele já nos habituou: fantástico!

Hugo, a história completa deixo-a para o blog do Lino, ou então já a podem ver no Kuentro!

Bira, viva, bem-vindo! De facto, a equipa de tradutores da Universidade de Varsóvia é simplesmente espectacular. Nas histórias d'O Menino Triste até traduziram os detalhes de palavras que apareciam nos cenários e vinhetas...

Geraldes Lino disse...

À laia de resposta aos comentários dos visitantes CSA (que não sei quem é), Hugo Teixeira (já tertuliano habitual) e do autor de BD brasileiro Bira:
Como personagem que passei a ser (à minha revelia) da banda desenhada do Álvaro, acrescento que nunca se tinha rido tanto na Tertúlia BD de Lisboa, à custa do próprio Álvaro e de mim enquanto personagens da bedê (e do Luís Graça, e do Milhano, e do Victor de Jesus, e do João Mascarenhas, e do seu "alter ego" Menino Triste, e, finalmente, "last but not the least", da minha hipotética filha Gertúlia - que raio de nome, mas como nasceu por influência da tertúlia, tem de se dar desconto -, todos nós intervenientes no desopilante episódio criado pela imaginação e talento do Álvaro.
----------------------
A quem assina CSA
Fica desde já convidada a participar nó próximo encontro da Tertúlia BD de Lisboa, no próximo dia 3 de Novembro, pelas 20h00, no Parque Mayer, no restaurante Gina.
Como vejo que conhece o Mascarenhas, vá com ele. Será bem-vinda.
Dois dias antes da realização da tertúlia, poderá saber quem vai ser o/a Convidado/a Especial no meu blogue http://divulgandobd.blogspot.com
---------------------
Para o Hugo Teixeira
Por acaso, o mais rápido a reproduzir os dois fanzines que distribuo na tertúlia ("Tertúlia BDzine" e "Folha Volante"), e também, por vezes, fotografias e/ou um vídeo, costuma ser o Machado-Dias, no blogue dele, o "Kuentro" (não me lembro do endereço todo, de contrário indicá-lo-ia também). Eu apenas reproduzo, de imediato, no meu outro blogue http://fanzinesdebandadesenhada.blogspot.com
o "Folha Volante", pq, como sabes, eu publico neste fanzine notícias e críticas que perderiam a actualidade se o não fizesse de imediato.
O Tertúlia BDzine só o reproduzo no blogue dos fanzines quando chega à sua vez, visto que o faço por ordem cronológica (o que quer dizer que ainda falta muito para a incrível banda desenhada do incrível Álvaro aparecer por lá).
----------------------
Caro desconhecido Bira
Achei piada a você, brasileiro, dizer que mesmo aí no Brasil já tinha ouvido falar na Tertúlia BD de Lisboa.
Pudera! Já a organizo mensalmente há 24 anos! E nela já estiveram vários brasileiros, de diversas procedências, presentes nesta tertúlia. E suponho que eles a terão divulgado por aí, aliás houve um que me disse que ficava com vontade de organizar aí (não me lembro onde) um evento semelhante.
De resto, com esta maravilhosa ferramenta de comunicação mundial que é a World Wide Web, é bem mais fácil vocês, brasileiros, saberem o que se passa em Portugal, e vice-versa.
Se algum dia vier a Lisboa, fica desde já convidado.
O Parque Mayer, espaço que chegou a ser considerado "a Broadway portuguesa", apesar de degradado, ainda mantém uma certa´aura artística. E nós - autores de BD, estudiosos, críticos,divulgadores, editores, coleccionadores, cerca de 40 pessoas - estamos lá sempre na primeira 3ª feira de cada mês.