17/03/09

O Menino Triste fala polaco


O novo número do fanzine polaco Ziniol#4 conta com uma secção dedicada somente à BD portuguesa (que vai continuar nos próximos números). São quase quarenta páginas (das cento e trinta no total) que apresentam três bêdês portuguesas e dois textos analítico-apresentativos.
.
Continuam a ser publicados JCF (curtas da antologia Avaria; Zé Carlos escreveu também o seu resumo do ano 2008, exclusivamente para Ziniol) e Filipe Abranches (curtas da Solo) enquanto a novidade já apresentado aqui e acolá, o indivíduo Triste conhecido como O Menino. A primeira entrada deste cavalheiro na Polónia. Eis a primeira aventura dele publicada em Portugal, traduzida para polaco durante o seminário de tradução ministrado no semestre de Inverno no Instituto dos Estudos Ibéricos e Iberoamericanos da Universidade de Varsóvia (tendo como a tradutora principal Ania Lewczuk apoiada pela, digamos, equipa). Como introdução ao mundo d’O MT serve uma curta apresentação entitulada Evolução escrita por ‘Um Polaco’.
.
Este número tem duas capas, nenhuma com O MT mas mesmo assim tem muitas mais cenas fixes dentro (bêdês polacas, críticas, entevistas- p.ex. com Jason Lutes). E já que O Menino Triste, em polaco Smutny Chłopiec, fala a língua de Mickiewicz (o nosso Camões, mas de dois olhos), vou espreitar pelas ruas os porcos que andam de bicicleta. Logo que os veja, aviso e envio fotos.

Texto de Jakub Jankowski

http://www.ziniol.pl/ (site do fanzine)

http://www.iberystyka-uw.home.pl/ (site do nosso Instituto)

8 comentários:

Qual Albatroz disse...

Excelente divulgação. Não entendo nada, mas acredito em tudo.

Bongop disse...

Eu também não percebo nada daquilo, mas os meus parabéns por teres entrado na Polonia (e a falar polaco...)

Abraço

Pan disse...

João, que excelente!!!
Muitos parabéns por mais esta lança... na Polónia!
Um abraço
Francisco

csa disse...

Parabéns ao MT e seu pai.
E hoje até é o Dia do Pai!!!
Já tenho um comentário no meu blog a elogiar a charge ao TODOBOM.
Abraço.

J.Mascarenhas disse...

Muito obrigado a todos pelas palavras de incentivo. Esperamos continuar a conseguir proporcionar bons momentos a todos os leitores d'O Menino Triste, aqui e (agora) lá fora também. Mas tudo isto na Polónia não seria possível sem a (grande)ajuda de "um Polaco" (era assim que um jornal português se referia a Jakub Jankowski há uns meses atrás, e agora isso tornou-se numa "private joke"), que tem apoiado desde o primeiro minuto o trabalho do infante melancólico. Há um outro apoio residente também na Polónia (ele sabe quem é) e que nos bastidores também tem mexido alguns cordelinhos.
A todos vós muito obrigado.

Geraldes disse...

J.Mascarenhas
Parabéns oor esta internacionalização do teu menino de papel e tinta, "irmão" do que tens aí em casa.
Gostaria de conseguir um exemplar do nº 4 do citado fanzine. Agradeço que me dês o e-mail do Jakub Jankowacs (ele foi duas ou três vezes à tertúlia, e nunca me ocorreu pedir-lhe o contacto).
Abraço e saudações bedéfilas.
Geraldes Lino

J.Mascarenhas disse...

Acabei de receber um exemplar do Fanzine Ziniol, e posso-vos dizer que a qualidade da edição é espectacular. Houve o cuidado de traduzir detalhes que estavam em fundo, o que irá fazer com que os leitores polacos possam usufruir em pleno da história. Os meus ENORMES parabéns a todos os que se empenharam nesta edição e tradução.

Bira disse...

Parabéns!
Viva a BD portuguesa!