22/03/10

Punk - Long Hair/ Short Hair


Em Setembro de 2009 coloquei aqui uma imagem, desenhada a lápis, de uma das vinhetas da prancha #2 do livro PUNK REDUX. Prometi que a colocaria novamente quando estivesse a tinta. Ora então aqui está ela.
.
Na altura intitulei-a de "Long Hair", numa alusão directa aos que na altura - 1976 - não eram punks. Os punks londrinos começaram a cortar o cabelo mais curto, exactamente para se diferenciarem dos que intitulavam genericamente de hippies. Era uma forma de marcarem a sua identidade! Por cá, ainda levou mais alguns anos até que o pessoal começasse a cortar as longas trunfas!
.
Last September I posted here a penciled panel, which belongs to the new book PUNK REDUX. I promissed that when it was inked, I'll post it here again. So, here it is now.
.
I called it "Long Hair" as we use to call the non-punks in London, in contrast to the "short hair" wore by punks. By 1976 the punks started to ware a shorter haircut, in order to ennhance their difference to the called "hippies". In Portugal it took longer until the boys started to cut their long hair off!
.

4 comentários:

csa disse...

Boa reflexão.
Realmente, eu lembro-me de como era estranho ver aqueles indivíduos de cabelo muito curto. E depois até hove gente que começou a rapar o cabelo!
O mais curioso era o penteado à moicano, sobretudo quando se começou a pintar a crista de cores estranhas.
Abraço.

Bongop disse...

Foram anos coloridos!
Quando apareci com o meu 1ºpenteado "esquisito" levei uma lambada do meu pai, e tive de ir rapar o meu belo cabelo!
:D

Abraço

J.Mascarenhas disse...

CSa, as cores não eram estranhas. O gosto da altura é que era diferente ;))))

Bongo: Ah, ah, ah!
Sabes que quase o mesmo aconteceu com o Johnny Rotten: Chateou-se com o pai e agarrou num produto para tingir roupa de azul e colocou no cabelo. Só que como era louro e o produto não era para as "capilaridades", o tipo ficou com o cabelo... verde alface!!!!!!!
Consequência: o pai meteu-o na rua!

João Amaral disse...

És terrível! O que tu fazes para nos aguçares o apetite, eh! eh! eh! Fora de brincadeiras, aí está algo que aguardo com crescente curiosidade. Um abraço. Ah e gostei do auto-retrato de um pai babado.