20/06/10

PUNK LATIN


Bom, é óbvio que ninguém é obrigado a saber latim. Eu incluído. O pouco que sei, para além das citações clássicas, é tirado dum livro que uma amiga me ofereceu há anos e cujo título é qualquer coisa como “Como Insultar, Abusar e Insinuar em Latim”! Contudo, existem expressões que fazem parte do dia-a-dia. Outras nem por isso, e assim podem originar confusões ou mesmo interpretações erróneas.
.
Tudo isto para me referir ao título do livro “PUNK REDUX”. Ora, disseram-me que há pessoal a referir que este livro será um livro pequeno, de bolso, enfim... reduzido no formato. E a justificação para tal era o “REDUX” do título. Pois bem - “redux” - em latim, significa qualquer coisa como “revisitado”, no sentido de “refeito”, e não “reduzido” (lembram-se do filme Apocalypse Now Redux?). Espero então que agora este equívoco fique esclarecido.
.
Já agora, a tradução da fala que está na ilustração deste post pode ser: “O meu livro é obsceno, mas a minha vida é pura”! Topam?

Well, it is not compulsory that everybody understands classical Latin. Including me. I just know the classical citations and a few more learned from a book called “How to Insult, Abuse & Insinuate in Classical Latin”, given by a friend some years ago. However, all we know some expression from the standard use. But there are others that can originate misunderstandings and even some erroneous interpretations.
.
All this is because I was told that there are people referring the “PUNK REDUX” book as a “short”, “shrimp”, “little”… well “reduced” book. And the justification was exactly the “REDUX” title´s word. Well, “redux” in classical Latin means something as “revisited” and not “reduced” (remember the Apocalypse Now Redux movie?) I hope the meaning is clear now.
.
By the way, the translation of the Latin words on the post’s illustration can be: “My book is filthy but my life is pure”. Got it?
.

4 comentários:

csa disse...

Finalmente, o autor dignou-se satisfazer a minha curiosidade. :)
Agora, ainda gosto mais do título.
[Estou aqui a ouvir uma música profana, de que tu não gostarias provavelmente, para ver se espanto os maus vapores!]
Abraço!

João Amaral disse...

Pois, o Apocalypse Now Redux ainda é maior, bastante maior que o original. Para além disso, adorei ver o teu menino triste versão punk armado em Osctavio César Augusto. E lá vais conseguindo por a malta a contar ansiosamente os dias que faltam até Outubro. Parabéns!

emilia_silva disse...

não se está interessado na vida do autor mas sim no livro... obsceno(!) ou não.
e.

Gio disse...

Isso é novidade. Boa sorte para o lançamento.